Music Note - Precision Select
A vida tenta me dar rasteiras, mas eu rejeito, porque gosto mesmo é de salto alto.
home ask textos bio twitter
  You be the match
Imma be your fuse, boom!  
1 of 861 »
All Themes OMDG ©
“Não sei por esse meu jeito sagitariano de ser ou outra coisa, que não sei explicar. Mas, a verdade é que eu não me lembro de não estar apaixonada. Sim, isso mesmo! Digo, eu sempre estou apaixonada.
Em todo período da minha vida eu estive apaixonada por alguém, e sempre foi assim, eu me apaixono, apaixono mesmo, loucamente, sem sanidade alguma. E quando enfim “desapaixono” por algum motivo eu demoro tempos, bas-tan-te tempo, para superar e quando supero eu continuo lembrando, mas lembrando das coisas boas sabe? Eu sempre fui desse pensamento. Guardar apenas as coisas boas! Sempre acreditei que até a pior pessoa pode me oferecer algo de bom - mesmo sabendo que na prática não é exatamente assim - mas enfim…
E o fato de sempre estar apaixonada, não me refiro apenas a pessoas. Me refiro a coisas, músicas, livros, filmes - ah os filmes, são minha paixão, então seria até uma ironia eu não me apaixonar por eles - animais, momentos, viagens, lugares, palavras e detalhes - ah os detalhes… eles são OS-DE-TA-LHES! Me encantam demais - que muitas das vezes passam desapercebidos, mas não por mim.
Entende? Eu sempre dou um jeito de estar apaixonada por algo, é como se isso suprisse algo dentro de mim. E realmente, acho que não saberia não viver apaixonada. E mais, eu acho que gosto disso, gosto de viver apaixonada por diversos. É apaixonada… apaixonada pela vida.”
— Carolina Lima

E eu tola que sou, achava que você era diferente, diferente dos outros babacas que passaram por aqui. Mas você fez questão de me provar exatamente o contrário.

“Me abraçou apertado, num gesto desesperado, saudade mútua ela se entregou pra mim.”
Projota. (via sentimen-to)